Notícias

03/10/2016

Poucas propostas são apresentadas ao Ministério da Transparência para legalizar a atividade

por Vinicius Sassine
03/10/2016 18:12 / Atualizado 03/10/2016 19:02

BRASÍLIA - A principal entidade de lobistas no país defende o sigilo de dados dos profissionais em caso de regulamentação do lobby e credenciamento dos agentes que buscarem defender seus interesses junto ao governo. Em documento enviado ao Ministério da Transparência, que criou um grupo de trabalho para propor a regulamentação do lobby, a Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig) sugere que um eventual cadastro "não divulgue amplamente dados individuais dos profissionais e das empresas e entidades que representam".

Para ler a íntegra da notícia, clique aqui.

Fonte: O Globo