Notícias

18/11/2015

Por Brenno Grillo

O atual presidente da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcos da Costa, foi reconduzido ao cargo nesta quarta-feira (18/11). Até o momento, mais de 100 mil votos foram apurados e a chapa Trabalho pela Advocacia está com 42,3% dos votos válidos.

O segundo lugar na disputa ficou com Ricardo Sayeg, que, até o momento, tem 17,7% dos votos, seguido por Sergei Cobra (16%); João Biazzo (9,5%); Hermes Barbosa (8,5%); e Anis Kfouri (6,4%). Brancos e nulos, na última eleição, somaram cerca de 7%.

A apuração foi interrompida às 22h e será retomada nesta quinta-feira (19/11). Estima-se que 160 mil advogados tenham ido às urnas, entre os 250 mil profissionais no estado. A multa para quem não compareceu é de 20% da anuidade, ou seja, R$ 176.

OAB-SP
Marcos da Costa foi reeleito em São Paulo.

Antes de ser eleito presidente, em 2012, Marcos da Costa já atuou como tesoureiro nas duas primeiras gestões de Luiz Flávio Borges D'Urso e como vice-presidente na terceira administração do ex-mandatário.

O grupo que administrará a OAB-SP a partir de janeiro de 2016 será diferente do que gere a entidade atualmente.

Na nova formação, o vice-presidente será Fábio Romeu Canton Filho, atual presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp). Gisele Fleury Lemos, que é diretora da Caasp, atuará como secretária-geral adjunta.

Além deles, Ricardo Luiz de Toledo Santos Filho, atual conselheiro da instituição, será o tesoureiro. O único que se manteve no posto foi Caio Augusto Silva dos Santos, que permanecerá como secretário-geral.

Os representantes paulistas em Brasília serão mantidos. São eles: Guilherme Octavio Batochio, Marcia Melaré e Luiz Flávio Borges D'Urso. Seus suplentes serão Carlos José Santos da Silva, o Cajé, presidente do Centro de Estudos das sociedades de Advogados; Aloísio de Lacerda Medeiros; e Arnoldo Wald Filho.

Já a composição da Caasp será a seguinte: Braz Martins Neto (presidente), Arnor Gomes da Silva Júnior (vice-presidente), Rodrigo Ferreira de Souza de Figueiredo Lyra (secretário-geral), Alexandre Ogusuku (secretário adjunto) e Jorge Eluf Neto (Tesoureiro).

No conselho seccional também há mudanças, pois, se comparada à atual equipe de conselheiros, 45% dos integrantes foram substituídos. Dos 75 conselheiros anunciados, 24 não estão na atual composição e dez eram suplentes.

Clique aqui para conhecer a chapa de Marcos da Costa.

Fonte: CONJUR