Notícias

06/05/2016

O vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, participou na manhã desta sexta-feira, 6 de maio, no anfiteatro da faculdade São Leopoldo Mandic, da palestra “Ministério Público e Judiciário: remédios para um Brasil sem corrupção”. O secretário municipal de Assuntos Jurídicos, Mário Orlando Galves Carvalho, falou na abertura do evento.

O encontro teve por objetivo discutir o atual cenário jurídico, político e social brasileiro, pela ótica de quem atua no combate à corrupção no país.

Henrique Magalhães Teixeira, que representou o prefeito Jonas Donizette, comentou o atual momento por que passa o Brasil . “ A educação e o fortalecimento das instituições são os meios para se chegar a uma importante diminuição da corrupção, não só na política, mas em todos os âmbitos da nossa sociedade”, disse o vice-prefeito. Para o secretário Mário Orlando, "somente o empenho da família na educação da criança e na escola e por gerações projetará uma sociedade na qual estará extirpado o câncer da corrupção, que hoje nos corrói".

Participaram do encontro Douglas fischer, procurador da República e coordenador do Grupo de Trabalho de Agentes Políticos na Operação Lava Jato, organizada pela Procuradoria Geral da República no STF; e Fábio Medina Osório, advogado atuante e renomado jurista, com importantes publicações nacionais e internacionais, especialmente nas áreas de improbidade administrativa e lei anticorrupção.

A mediação ficou a cargo do juiz federal Jairo Gilberto Schäfer, diretor do Foro de Justiça Federal em Santa Catarina.

No período da tarde, a mesma palestra será realizada no Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP), incluindo a participação do advogado Leonardo Sica, advogado especializado na área e presidente da Associação dos Advogados de São Paulo .

O evento conta com o apoio da associação de Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Associação de Juízes Federais do Estado de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Ajufesp), Escola Superior do Ministério Público de São Paulo (Esmp), do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), da Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp), do Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp), da Ordem dos Advogados de São Paulo – 3ª subseção Campinas (OAB Campinas), entre outras instituições.


Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução


Fonte: Prefeitura de Campinas