Notícias

26/11/2021
Eleições OAB 2021
Patricia Vanzolini vence a eleição na OAB/SP
Eleita será a primeira mulher a dirigir a seccional paulista, que é a maior do país, com 333 mil advogados.
 
Maria Patricia Vanzolini Figueiredo foi eleita presidente da OAB/SP para o próximo triênio, de 2022 a 2024. O pleito foi realizado nesta quinta-feira, 25. Patricia será a primeira mulher a dirigir a seccional paulista, que é a maior do país, com 333 mil advogados.
(Imagem: Divulgação)
 
Presidente eleita
 
Patricia Vanzolini é fundadora e diretora do Movimento 133 - M133. Possui graduação, mestrado e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Foi vice-presidente da Associação dos Advogados Criminalistas de São Paulo - ABRACRIM-SP e sócia do Escritório  Brito e Vanzolini Advogados Associados.
 
Professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do Damásio Educacional. Autora de obras como "Manual de Direito Penal", pela editora Saraiva, e o mais recente "Teoria da Pena: Sacrifício, Vingança e Direito Penal", publicado pela editora Tirant Brasil, entre outros.
 
Veja a fala da presidente eleita no recente debate entre os candidatos realizado por Migalhas em parceira com o MDA.
 
Com a palavra, a presidente
 
"Com a alegria e a honra de ser escolhida a primeira mulher a presidir a OAB de São Paulo, venho agradecer em nome de todos os integrantes da Chapa 14 - Muda OAB o histórico apoio recebido pela advocacia paulista à nossa chapa. Mais do que representar a primeira mulher no comando da maior seccional do país, reconheço o peso da responsabilidade que é reconstruir a OAB com meu compromisso de atuar na defesa intransigente das prerrogativas de todos os advogados e da valorização da profissão, do primeiro ao último dia de meu mandato. O momento é de união e responsabilidade, com o compromisso de atuar para todos os advogados, independentemente da chapa que eles defenderam neste pleito."
 
Vice-presidente

 
Leonardo Sica, eleito vice-presidente, formou-se na Faculdade de Direito da USP, mestre e doutor em Direito Penal e sócio do escritório Sica Advocacia. Foi presidente da AASP - Associação dos Advogados de São Paulo entre 2015 e 2016, membro da Comissão Nacional de Prerrogativas da OAB no biênio 2017-2018 e conselheiro do CIEE - Centro de Integração Empresa Escola.
 
É também um dos fundadores do Movimento 133, criado com o objetivo de valorizar a advocacia e fortalecer a profissão como meio de acesso à justiça.  Sica é autor dos livros "Justiça restaurativa e mediação penal" (2002) e "Direito penal de emergência e alternativas à prisão" (2007). Além disso, é coautor do Código Penal Interpretado da Editora Manole (2011), do livro Reforma Criminal (Revista dos Tribunais, 2004) e do Dicionário Brasileiro de Direito Constitucional (Saraiva, 2007), entre outras publicações.
 
Chapa Muda OAB/SP
 
Confira a composição da chapa vencedora:
 
Secretária-Geral: Daniela Marchi Magalhães
 
Secretário-Geral Adjunto: Dione Almeida Santos
 
Tesoureiro: Alexandre de Sá Domingues



Presidente da CAA: Adriana Galvão Moura Abilio
 
Vice-Presidente da CAA: Domingos Assad Stocco


 

 

Conselho Federal - Titulares: Alberto Zacharias Toron, Carlos José Santos da Silva, Silvia Virginia Silva de Souza
 
Conselho Federal - Suplentes: Alessandra Benedito, Daniela Campos Liborio, Helio Rubens Batista Ribeiro Costa
 
Toron e Carlos José (Cajé) retornam ao Conselho Federal, do qual já fizeram parte em mandatos anteriores, e Daniela Libório foi reeleita, pois compõe atualmente o CFOAB.


 

 
OAB/SP
 
Fundada em 22 de janeiro de 1932, a OAB/SP é a maior secional do Brasil, com mais de 450 mil profissionais inscritos, quase 5 mil estagiários e 33 mil sociedades inscritas. Mantém 120 comissões atuantes, entre permanentes e especiais, que desenvolvem trabalhos de estudo e aperfeiçoamento da legislação, além de zelar pela advocacia paulista e pelos cidadãos. São 915 postos de atendimento espalhados por todo o Estado, incluindo a seccional e as 253 subseções, e 241 pontos de certificação digital. 
 
 
Manifestações
 
O MDA - Movimento de Defesa da Advocacia cumprimentou a presidente eleita e todos os integrantes da chapa pela vitória e desejou sucesso no importante desafio. "A união da classe é fundamental para a plena realização do papel constitucional da atividade, essencial para a manutenção do Estado Democrático de Direito."


Fonte: Migalhas - SP