Notícias

28/10/2022
Ação de inclusão racial: OAB/RS assina termo de apoio ao projeto Incluir Direito
 
O presidente da OAB/RS, Leonardo Lamachia, recebeu o presidente do conselho do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA), Carlos José Santos da Silva, para assinar o termo de apoio institucional ao projeto Incluir Direito, que visa sensibilizar a advocacia e a sociedade para a importância da inclusão de jovens profissionais negros no universo jurídico, bem como criar oportunidades para redução das desigualdades e da discriminação.
 
Termo de apoio
 
No termo assinado, a Ordem gaúcha se compromete, dentro de suas possibilidades institucionais, a dar apoio ao projeto bem como a sua divulgação. Além de incentivar a inserção de profissionais negros e negras nos escritórios de advocacia, o Incluir Direito propõe a mudança na estrutura e cultura organizacional com o rompimento de paradigmas e preconceitos, pois contribui para a composição de equipes de trabalho mais diversas. O projeto é facultativo para as sociedades de advogados que tiverem interesse em aderir.
 
Lamachia destacou a importância de a OAB/RS, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), fomentar a divulgação do projeto, bem como o seu fortalecimento. “Trata-se de uma iniciativa muito oportuna e que possui grande impacto social. É uma pauta relevante e que terá total apoio da Ordem gaúcha, pois precisamos avançar no aprimoramento de políticas públicas acerca do tema, bem como de iniciativas das instituições aqui no Rio Grande do Sul”, observou.
 
De acordo com Carlos José Santos da Silva, o projeto Incluir Direito possui um compromisso de transformação e de promoção da Justiça Social: “Devemos estimular o desenvolvimento educacional e pessoal para que jovens negras e negros participem em condições de igualdade nos processos seletivos para ingressar nas sociedades de advogados”.
 
A presidente da Comissão da Igualdade Racial, Leticia Marques Padilha, e o presidente da Comissão de Sociedade de Advogados, Gerson Fischmann, também assinaram o termo. De acordo com Leticia, a ação é inclusiva e visa uma reparação social com a população negra. “O Projeto Incluir Direito é uma oportunidade para que essa população, que é tão vulnerabilizada, possa ocupar seu espaço”, pontuou ela. Já Fischmann ressaltou a importância da iniciativa e afirmou o compromisso da CSA com o tema. “Vamos apoiar, incentivar e obter apoio de outras entidades, pois temos convicção de que o projeto trará muito benefícios para a sociedade e também para a advocacia”, disse ele.
 
A Comissão da Jovem Advocacia também terá participação no Incluir Direito por meio de sua diretoria de assuntos sociais, coordenada pelas advogadas Janaina Fontanive e Nilza Freitas, conforme destaca a presidente da CJA, Bruna Razera. “A jovem advocacia já enfrenta grandes dificuldades no início da carreira e esta situação é ainda mais desafiadora para os jovens negros que ingressam na profissão. Nossa coordenadoria de assuntos sociais, que trata do tema, vai acompanhar de perto os trabalhos na OAB/RS e auxiliar no sucesso desta importante iniciativa”, falou.
 
Incluir Direito
 
O projeto da CESA começou em 2016 com a Universidade Mackenzie, campus Higienópolis, e hoje já está presente na unidade de Campinas dessa mesma universidade, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - USP, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro- PUC/RJ e na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e já com projetos de expansão para o Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia.
 
O Projeto já reúne importantes reconhecimentos como: Prêmio de Iniciativa para a Diversidade, da publicação Latin Lawyer (2018); Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade, da Prefeitura de São Paulo (2021-2022); X Prêmio Dr. Benedicto Galvão, da Comissão de Igualdade Racial da OAB-SP (2021); além de estar entre os finalistas da 18ª edição do Prêmio Innovare (2021), na categoria advocacia.
 
Presenças
 
Também estavam presentes na reunião: o presidente da Comissão Especial de Arbitragem, Ricardo Borges Ranzolin; o vice-presidente da OAB Nacional, Rafael Horn; a presidente da OAB/SC, Cláudia da Silva Prudêncio; o coordenador de relacionamento da OAB/SC com a Justiça Federal, Jorge Mazera; e o presidente da seccional do CESA/RS, Ricardo Jobim Faraco de Azevedo.

Fonte:OAB-RS
Também estavam presentes na reunião: o presidente da Comissão Especial de Arbitragem, Ricardo Borges Ranzolin; o vice-presidente da OAB Nacional, Rafael Horn; a presidente da OAB/SC, Cláudia da Silva Prudêncio; o coordenador de relacionamento da OAB/SC com a Justiça Federal, Jorge Mazera; e o presidente da seccional do CESA/RS, Ricardo Jobim Faraco de Azevedo.Ação de inclusão racial: OAB/RS assina termo de apoio ao projeto Incluir Direito
 
O presidente da OAB/RS, Leonardo Lamachia, recebeu o presidente do conselho do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA), Carlos José Santos da Silva, para assinar o termo de apoio institucional ao projeto Incluir Direito, que visa sensibilizar a advocacia e a sociedade para a importância da inclusão de jovens profissionais negros no universo jurídico, bem como criar oportunidades para redução das desigualdades e da discriminação.
 
Termo de apoio
 
No termo assinado, a Ordem gaúcha se compromete, dentro de suas possibilidades institucionais, a dar apoio ao projeto bem como a sua divulgação. Além de incentivar a inserção de profissionais negros e negras nos escritórios de advocacia, o Incluir Direito propõe a mudança na estrutura e cultura organizacional com o rompimento de paradigmas e preconceitos, pois contribui para a composição de equipes de trabalho mais diversas. O projeto é facultativo para as sociedades de advogados que tiverem interesse em aderir.
 
Lamachia destacou a importância de a OAB/RS, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), fomentar a divulgação do projeto, bem como o seu fortalecimento. “Trata-se de uma iniciativa muito oportuna e que possui grande impacto social. É uma pauta relevante e que terá total apoio da Ordem gaúcha, pois precisamos avançar no aprimoramento de políticas públicas acerca do tema, bem como de iniciativas das instituições aqui no Rio Grande do Sul”, observou.
 
De acordo com Carlos José Santos da Silva, o projeto Incluir Direito possui um compromisso de transformação e de promoção da Justiça Social: “Devemos estimular o desenvolvimento educacional e pessoal para que jovens negras e negros participem em condições de igualdade nos processos seletivos para ingressar nas sociedades de advogados”.
 
A presidente da Comissão da Igualdade Racial, Leticia Marques Padilha, e o presidente da Comissão de Sociedade de Advogados, Gerson Fischmann, também assinaram o termo. De acordo com Leticia, a ação é inclusiva e visa uma reparação social com a população negra. “O Projeto Incluir Direito é uma oportunidade para que essa população, que é tão vulnerabilizada, possa ocupar seu espaço”, pontuou ela. Já Fischmann ressaltou a importância da iniciativa e afirmou o compromisso da CSA com o tema. “Vamos apoiar, incentivar e obter apoio de outras entidades, pois temos convicção de que o projeto trará muito benefícios para a sociedade e também para a advocacia”, disse ele.
 
A Comissão da Jovem Advocacia também terá participação no Incluir Direito por meio de sua diretoria de assuntos sociais, coordenada pelas advogadas Janaina Fontanive e Nilza Freitas, conforme destaca a presidente da CJA, Bruna Razera. “A jovem advocacia já enfrenta grandes dificuldades no início da carreira e esta situação é ainda mais desafiadora para os jovens negros que ingressam na profissão. Nossa coordenadoria de assuntos sociais, que trata do tema, vai acompanhar de perto os trabalhos na OAB/RS e auxiliar no sucesso desta importante iniciativa”, falou.
 
Incluir Direito
 
O projeto da CESA começou em 2016 com a Universidade Mackenzie, campus Higienópolis, e hoje já está presente na unidade de Campinas dessa mesma universidade, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - USP, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro- PUC/RJ e na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e já com projetos de expansão para o Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia.
 
O Projeto já reúne importantes reconhecimentos como: Prêmio de Iniciativa para a Diversidade, da publicação Latin Lawyer (2018); Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade, da Prefeitura de São Paulo (2021-2022); X Prêmio Dr. Benedicto Galvão, da Comissão de Igualdade Racial da OAB-SP (2021); além de estar entre os finalistas da 18ª edição do Prêmio Innovare (2021), na categoria advocacia.
 
Presenças
 
Também estavam presentes na reunião: o presidente da Comissão Especial de Arbitragem, Ricardo Borges Ranzolin; o vice-presidente da OAB Nacional, Rafael Horn; a presidente da OAB/SC, Cláudia da Silva Prudêncio; o coordenador de relacionamento da OAB/SC com a Justiça Federal, Jorge Mazera; e o presidente da seccional do CESA/RS, Ricardo Jobim Faraco de Azevedo.