Notícias

30/03/2021
SOB NOVA DIREÇÃO
Gustavo Brigagão assume a presidência do Cesa para o triênio 2021-24
 
Em cerimônia virtual com mais de 200 representantes da advocacia, do Judiciário e de entidades de classe, o advogado Gustavo Brigagão assumiu a presidência do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa). O novo mandatário, sócio do Brigagão, Duque Estrada Advogados, assume o triênio 2021-2024.


Gustavo Brigagão assume o comando do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados no lugar de Cajé
 
Discursaram na posse da nova diretoria da entidade, fundada em junho de 1983 e que representa 1.200 escritórios em todo o país, o ex-presidente Michel Temer, o ministro do STF e presidente do TRE, Luís Roberto Barroso, o advogado-Geral da União, André Mendonça, o secretário da Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, Fernando José da Costa, o conselheiro do CNJ, André Luis Guimarães Godinho, a presidente da Associação de Magistrados Brasileiros, Renata Gil, o vice-presidente nacional da OAB, Luiz Viana Queiroz, o desembargador Paulo Sérgio Domingues, do TRF-3, o desembargador Leandro Paulsen, do TRF-4, a presidente do Instituto dos Advogados do Brasil, Rita Cortez, e a presidente do Sindicato das Sociedades de Advogados dos Estado de São Paulo e Rio de Janeiro, Gisela da Silva Freire.
 
Brigagão assume o posto de Carlos José Santos da Silva, o Cajé, que foi exaltado por todos que discursaram. Ele agora assume o cargo de presidente do conselho da entidade.
 
Em seu pronunciamento, o ex-presidente Michel Temer lembrou da Constituinte de 1988 e da proposição do artigo 143 — que determina que o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Temer exaltou a importância da classe e desejou sorte a nova diretoria da entidade.
 
Em sua fala, o ministro Barroso defendeu que o Brasil precisa de um pacto de integridade na esfera público e privada. O magistrado mencionou o momento difícil vivido pelo país e defendeu a resistência democrática. "Meu slogan pessoal é: não importa o que está acontecendo a sua volta. Faça o melhor papel que puder. Parabéns por tudo que fez, Cajé", afirmou.
 
O AGU, André Mendonça, que até nesta segunda era ministro da Justiça, desejou sorte a nova diretoria e se colocou a disposição pra futuros estudos. A presidente da AMB, Renata Gil, disse que a magistratura brasileira tem orgulho dos advogados e de todos os atores que compõem o sistema de Justiça.
 
Rita Cortez, do IAB, disse ter certeza de que a nova diretoria terá sucesso. Já o vice-presidente da OAB-Nacional, Luiz Viana Queiroz, lembrou dos desafios enfrentados pela advocacia na pandemia e defendeu remuneração justa para os advogados.
 
Mariana Duarte Garcia, neta de Mario Sérgio Duarte Garcia, ex-presidente da OAB-SP, o representou e foi a última dos convidados a falar. Ela exaltou a gestão de Cajé, desejou sorte aos empossados e disse ter certeza de que o avô logo estaria presente no cotidiano para contribuir como sempre. Por fim, a posse foi encerrada com um brinde virtual.


Fonte: Consultor Jurídico - SP