Notícias

20/10/2021
Inova TRT-13: melhorias e alternativas para um serviço público mais ágil e eficiente serão discutidas em oficina
Instituições parceiras foram convidadas para participar do evento, que começa sexta-feira (22/10)

 
Nesta terça-feira (19/10) comemora-se o "Dia Nacional da Inovação", data criada a partir da Lei nº 12.193, com a finalidade de incentivar a inovação e o crescimento tecnológico, científico e intelectual em todos os campos de atuação profissional, objetivando ajudar a desenvolver a economia sustentável, competitiva e próspera do país. Com base na data, as instituições procuram discutir o processo de inovação e crescimento das suas respectivas áreas, e com o Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) não será diferente.
 
Oficina
 
Será aberta oficialmente nesta sexta-feira (22/10) a Oficina "Inovação como Instrumento de Superação de Desafios Institucionais", que está sendo organizada pelo Inova TRT-13, o Comitê de Inovação do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região). A proposta do evento é oferecer oportunidade de diagnosticar melhorias e propor alternativas para um serviço público mais ágil e eficiente.
 
A oficina acontecerá também nos dias 25/10 e 27/10 e será encerrada no dia 4/11, sendo realizada sempre das 14h às 17h. De acordo com o coordenador do Inova TRT-13, o juiz do trabalho André Machado, um dos objetivos é fazer um mapeamento de desafios institucionais do Regional paraibano e utilizar processos de inovação como ferramenta para promover a melhoria dos serviços públicos para o cidadão.
 
“Esse será o momento em que magistrados e servidores analisarão as sugestões e críticas apontadas pelos usuários do TRT-13, dialogando com a sociedade, de modo a identificar os desafios mais urgentes a serem enfrentados por meio da inovação e, assim, prestar um serviço ainda mais célere, efetivo e de qualidade”, explicou André Machado, lembrando que o evento será remoto e direcionado para magistrados e servidores do TRT-13 e também para o público externo.
 
Parceiros
 
O TRT-13 convidou algumas instituições parceiras para participar do evento, entre as quais, o Ministério Público do Trabalho - Procuradoria Regional do Trabalho (MPT-PRT - 13ª Região); Associação dos Advogados Trabalhistas da Paraíba - AATRA-PB); Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA/PB); Defensoria Pública do Estado da Paraíba e Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Paraíba.
 
Facilitadores
 
As oficinas terão como um dos facilitadores o juiz José Faustino, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ/PE). Para o magistrado, "a Justiça passa por muitos desafios e talvez o que seja mais latente no momento atual é o de se remodelar, de se redesenhar a partir da evolução humana, no que foi acontecendo na evolução dos sistemas judiciais e sociais".
 
O juiz lembrou que o sistema judicial foi desenhado há mais de 200 anos e, desde então, vieram novas tecnologias e novas formas de pensar. "O que o evento propõe é refletir sobre como prestar uma jurisdição mais célere, que fundamentalmente se caracterize com o usuário. É pensar e mapear as oportunidades de inovação para o TRT-13, não pensando somente no que tem de fazer hoje, mas no que precisa fazer amanhã".
 
Desafios
 
A procuradora-chefe substituta do MPT-PRT 13, Marcela Asfora, disse que "o momento pandêmico ora vivenciado fez surgir novos desafios na prestação do serviço jurisdicional. Torna-se imprescindível, então, escutar a sociedade com o fim de conhecer as dificuldades e encontrar soluções para a prestação do serviço eficiente e de qualidade pelo Poder Judiciário Trabalhista. O Ministério Público do Trabalho aplaude a iniciativa do TRT13 nessa importante busca de entregar ao cidadão uma Justiça célere e eficaz".
 
Para o advogado Paulo Miranda, que é presidente da AATRA, "é importante participar da Oficina de Inovação como instrumento de superação dos desafios institucionais promovida pelo TRT-13, porque é a oportunidade que nós temos enquanto representantes da advocacia trabalhista, de contribuir com ideias para solucionar os problemas que diretamente atingem atividade do advogado", disse.
 
Paulo Miranda disse ainda que "temos a compreensão de que a inovação tecnológica estará cada vez mais presente nas atividades do Judiciário e como destinatários dos serviços prestados pelo Tribunal, contribuir com a melhoria de tais serviços faz com que o advogado trabalhista se integre ao momento de transformação digital a qual o ambiente jurisdicional vem passando e que se intensificará nos próximo anos".

Fonte: Tribunal Regional do Trabalho - 13ª região  - PB