Notícias

05/08/2021
Manifesto de 52 entidades pede rejeição de nova versão da reforma do IR
O grupo, que já havia se manifestado em 26 de julho contra a primeira versão do relator, mais que dobrou de tamanho
 
Em novo manifesto, 52 entidades empresariais pedem a total rejeição da proposta de reforma tributária, na nova versão apresentada pelo deputado Celso Sabino (PSDB-PA). “Muitas reuniões foram realizadas entre entidades e o relator para demonstrar que as mudanças pretendidas pelo citado Projeto de Lei, mesmo com as alterações feitas, trarão enorme recessão para a economia brasileira”, diz o documento, que critica a tributação dos dividendos distribuídos, o fim dos Juros Sobre Capital Próprio (JCP), e outras medidas.
 
O grupo, que já havia se manifestado em 26 de julho contra a primeira versão do relator, mais que dobrou de tamanho. E ataca também a ideia de gatilho para ampliar a redução do IRPJ. “A proposta de condicionar a diminuição da alíquota do IRPJ ao valor da arrecadação do tributo é inviável em nosso sistema constitucional. Importante salientar que, de forma diversa ao propagado, haverá́ efetivo aumento de carga tributária, o que não se pode aceitar nesse momento de intensa crise”, acrescenta.
 
Segundo o manifesto, o texto da reforma, se aprovado, levará o Brasil a uma significativa crise econômica e judicialização, “trazendo dificuldades a todo o setor produtivo e impossibilitando a retomada da economia após o difícil período vivido em razão da pandemia Covid-19”.
 
Leia a matéria completa no Valor Econômico




Fonte: ValorInveste