Notícias

29/09/2022
Simonetti participa da reunião de associados do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados
 
O presidente da OAB Nacional, Beto Simonetti, participou na noite desta terça-feira (27/9) de reunião híbrida de associados promovida pelo Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA). O tema do encontro foi “O papel da OAB na defesa da advocacia e das sociedades de advogados”. Além do presidente da OAB, participaram do debate o presidente do CESA, Gustavo Brigagão, a vice-presidente do CESA, Cristiane Romano, o presidente da Comissão Nacional de Sociedades de Advogados, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, os conselheiros federais Mariana Matos de Oliveira (BA) e Carlos José Santos da Silva (SP) e o presidente da Comissão das Sociedades de Advocacia da OAB-SP, Flavio Paschoa Junior.
 
Simonetti participou por videoconferência. A reunião foi realizada em São Paulo. Ele falou a respeito do papel da Ordem na defesa da advocacia e da sociedade de advogados. “Somos uma gestão que reconhece no CESA um dos braços intelectuais mais importantes no que tange à proteção e defesa daquilo que é importante para a sociedade de advogados. Por isso, temos esse consórcio, um consórcio verdadeiro entre a OAB e o CESA. Congregando advogadas e advogados de todas as regiões do país e somando inteligências com o CESA para pensar avanços das sociedades de advogados. Pensar nas sociedades é pensar antes naqueles que as compõem, que são os profissionais da advocacia. Nesse ponto, orientamos pautas no sentido de fomentar a proteção e a dignidade da advocacia brasileira”, disse o presidente da Ordem.
 
Leia Também:  Conselho Federal da OAB recebe a Missão Observação Eleitoral para as Eleições
Simonetti falou ainda sobre a importância da união em torno de temas de relevância para a advocacia em tramitação no Congresso Nacional que trarão avanço significativo para a categoria. Ele citou também, como uma das páginas mais importantes da história da advocacia brasileira, a vitória no julgamento do tema 1076, perante a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em que foi estabelecida a fixação dos honorários de acordo com o previsto no artigo 85 do Código de Processo Civil.
 
“Nos propusemos a fazer, desde o primeiro dia deste mandato, uma gestão de advogadas e advogados para a advocacia. Em que pese a atuação da Ordem nas questões que envolvem a sociedade brasileira, as pautas da Ordem, corporativas e institucionais, têm governado essa gestão”, declarou o presidente da OAB.
 
Entidades irmãs
 
Na abertura da reunião, Brigagão saudou a parceria do CESA com a Ordem. “Nossa instituição sempre andou de mãos dadas com a OAB na defesa de uma série de direitos. Questões como a das prerrogativas da advocacia, a defesa da democracia e da nossa Constituição”, disse ele. “O CESA existe há 40 anos e durante esse tempo todo as entidades irmãs, com a OAB em primeiro lugar, seguida por outras, como o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), o Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), a Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), sempre andaram juntas na luta por diversas pautas e tratando dos mais variados temas”, afirmou Brigagão.

Fonte: MT NOTÍCIAS-MT