Notícias

21/09/2021
Tecnologia Jurídica: inovações e tendências para 2022
Confira as últimas transformações do setor jurídico e mantenha o seu escritório de advocacia atualizado na Era Digital
 
Qual advogado não sonha em conseguir cumprir todos os seus compromissos e prazos? Apesar de ser o anseio de todo operador do direito - profissional liberal ou servidor público - o segmento jurídico ainda apresenta um fluxo de trabalho que possui demandas extensas e tarefas exaustivas, que poderiam ser otimizadas com o uso de softwares e ferramentas específicas. Então, como ampliar as oportunidades do advogado nos ambientes físico e digital?
 
Ora, observa-se que a pandemia do Covid-19 acelerou a transformação digital em todo o setor jurídico. A inteligência artificial e tecnologias que auxiliam na melhoria da análise de dados, cibersegurança e privacidade se configuram como mudanças significativas na estrutura do direito ;bem como, em toda sociedade.
 
Apesar disso, constatou-se que 78% dos escritórios de advocacia no Brasil não utilizam um serviço de tecnologia jurídica ainda! É o que aponta o levantamento realizado pelo Cesa, Centro de Estudos das Sociedades de Advogados.
 
Mesmo com esse dado, a pesquisa revela que a expectativa para o setor jurídico é de expansão, como explica Caitriona Robinson, diretora sênior de desenvolvimento de negócios da Epiq, em entrevista à Cesa Notícias.
 
Ela explica que: “com o aumento da arbitragem internacional e as crescentes ações coletivas envolvendo regimes antitruste no Brasil e a nova legislação de privacidade (LGPD), vocês verão uma espécie de aumento na necessidade do gerenciamento de documentos e nos preparativos e processamento.”
 
Assim, Robinson ainda completa que “o negócio jurídico está mudando, e as tendências que continuam a impactar a indústria incluem a aceleração em direção à adoção da tecnologia digital” r isso abrande tanto profissionais do direito atuantes de forma liberal, em escritórios de advocacia e no setor público.
 
Para se atualizar acerca das inovações tecnológicas imanentes no setor jurídico, confira nesse artigo as principais perspectivas e tendências da Tecnologia e Direito! E MAIS: Descubra como a tecnologia jurídica pode contribuir para o aprimoramento do exercício da Justiça Digital no Brasil.
 
O que é tecnologia jurídica?
Tecnologia jurídica é uma ferramenta ou sistemas que utilizam a Inteligência Artificial para promover uma otimização da atividade do advogado e aumentar o acesso à justiça pela população. Não por acaso, esse tema está em pauta entre profissionais do direito nos últimos anos.
 
Só em 2019, foram contabilizados mais de 100 milhões de processos em tramitação no Brasil, através do Relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O alto volume de informação produzida e gerada através do fenômeno Big Data trouxe novos desafios para departamentos jurídicos do setor público e das empresas.
 
Mas para acompanhar essa quantidade de informações, é necessário se aprofundar e investir nas inovações desenvolvidas para o setor. Através das ferramentas jurídicas que permitem a pesquisa jurisprudencial e automação de processos, por exemplo, você poderá tomar decisões mais assertivas e gerenciar melhor os dados de seus clientes.
 
É por meio da automação e utilização de tecnologia jurídica que os advogados podem otimizar o trabalho com direito, melhorar a gestão de escritórios de advocacia, analisar bancos de dados e conectar prestadores de serviço dentro da área jurídica.
 
Sendo assim, a tecnologia jurídica nos ajuda a melhorar as operações no exercício do direito e agregar valor estratégico ao escritório de advocacia ou departamento público. Sem dúvidas, as inovações jurídicas são fundamentais para a capacitação e agilidade do profissional, sem que para isso se perca a qualidade na prestação do serviço.
 
Qual a importância da tecnologia jurídica?
A importância da tecnologia jurídica é se constituir o mecanismo que possibilita análises de dados mais fundamentadas e tomadas de decisão mais assertivas. Essas ferramentas mitigam as dores que tanto afetam o dia a dia dos profissionais do direito em todos os setores: desde escritórios de advocacia a departamentos jurídicos do setor público:
 
Porque há uma concentração maior de processos em um município ou estado do que em outros?
Quem são os advogados ou partes que me processam?
Em quanto tempo meus processos serão julgados e eu terei um resultado?
Quais os argumentos contra que um juiz costuma utilizar em determinados processos?
Certamente essas dúvidas são comuns a boa parte dos profissionais de direito. A vantagem é que departamentos jurídicos já estão contratando empresas de tecnologia para auxiliá-los. Também conhecidas como Legaltechs e Lawtechs, elas desenvolvem soluções úteis para o segmento jurídico continuar crescendo.
 
As Legaltechs e Lawtechs, usualmente, oferecem dois tipos de solução:
 
Coleta de dados jurídicos, como petições e decisões através de mecanismos digitais, além do acesso às páginas dos Tribunais de Justiça;
 
Sistema para controle de processos jurídicos ou gerenciador jurídico, que auxiliam na organização processual.
 
Confira a seguir como se deu a evolução das startups jurídicas, bem como, a tecnologia e inovação no direito no Brasil. Veja também como os avanços possibilitados pela tecnologia Jusbrasil PRO impactam no Futuro do Trabalho.
 
Evolução do desenvolvimento da tecnologia jurídica no Brasil
A chegada de softwares de gestão e startups jurídicas ajudam profissionais do direito a lidar com os desafios e dificuldades enfrentados na Era Digital.
 
Antes os advogados realizavam buscas manuais num banco de dados físico de jurisprudência. Com a criação do CNJ em 2015 e, consequente, o surgimento do Jusbrasil no cenário de tecnologia jurídica, os processos se tornaram mais acessíveis.
 
Os antigos buscadores manuais foram substituídos pelo serviço digital e a automação ganhou força. Assim, a busca por jurisprudências passou a ser realizada por tecnologias ou Legaltechs que tornam o processo mais assertivo e eficaz.
 
De acordo com o documento Latin American Tech Report 2020, as legaltechs investem em tecnologia jurídica nos seguintes segmentos:
 
Automação de documentos (48%);
Legal Analytics (38%);
Legal Operations (34%);
Gestão do ciclo de vida dos contratos (23%);
Acesso à Justiça (21%);
Pesquisa Jurídica (21%).
A pesquisa, que contou com diversos países da América Latina, incluindo o Brasil, apontou que 70% dessas startups oferecem múltiplas soluções integradas aos profissionais do direito. Ou seja, elas possuem funcionalidades que auxiliam os seus clientes no exercício da advocacia digital. Esse é o caso do Jusbrasil.
 
A contribuição do Jusbrasil
O Jusbrasil é uma das Legaltechs pioneiras em desenvolvimento de tecnologia jurídica no Brasil, sobretudo no que diz respeito à pesquisa jurídica. A legaltech transformou o mercado jurídico, sobretudo, tendo em vista o modo de fazer busca por jurisprudência, e até hoje, é uma referência no segmento.
 
Há um tempo atrás, os profissionais do direito realizavam as buscas de forma manual, no tribunal de cada estado, o que tornava o trabalho moroso e difícil. Esse tempo gasto em atividades burocráticas poderia ser utilizado em outras atividades, como na captação de clientes.
 
Fato é que as fontes eram obsoletas e as informações desencontradas na internet. Até então não havia um lugar onde se pudesse encontrar dados confiáveis e atualizados. Por isso, o Jusbrasil PRO surgiu no intuito de reduzir essas barreiras encontradas por advogados e reunir toda a informação.
 
Através da pesquisa de jurisprudência do Jusbrasil PRO é possível economizar tempo e agilizar o dia a dia. A funcionalidade oferece um acervo completo de jurisprudência, num só local. Através dela, o advogado poderá acessar jurisprudências dos Diários Oficiais dos tribunais de todo o país.
 
Mas a contribuição do Jusbrasil vai muito além disso. A startup organiza e disponibiliza toda a informação jurídica confiável e relevante em um só lugar, o que facilita a busca do usuário e conecta advogados e sociedade civil à Justiça digital.
 
Afinal, o seu objetivo principal é tornar a justiça acessível e democratizar o conhecimento jurídico. Não é à toa que o Jusbrasil PRO é uma das tecnologias mais utilizadas por advogados do Brasil.
 
Com isso em mente, vale a pena se perguntar:
 
Quais são os benefícios em aplicar tecnologia jurídica no setor público?
Os benefícios da tecnologia jurídica no setor público são:
 
Aumento da produtividade dos profissionais nos departamentos públicos;
Organização da rotina;
Agilidade da resolução de problemas;
Gerenciamento de documentos;
Melhoria na experiência do cliente.
Não por acaso, segundo estudo do Mckinsey Global Institute, a adoção de tecnologias no setor público pode reduzir em 13% as horas de trabalho de advogados. Esse resultado se deve ao fato de que 25% do trabalho de um advogado pode ser automatizado.
 
Ou seja, o dado revela a importância da aplicação de tecnologias no setor jurídico. E esses benefícios se estendem também ao setor privado.
 
A aplicação da tecnologia jurídica para escritórios e no setor público traz resultados significativos aos profissionais de direito que atuam nesses locais. Sendo assim, tecnologias como o Jusbrasil PRO tendem a facilitar o dia a dia e promover mais agilidade aos processos.
 
 
Como aplicar a tecnologia jurídica do Jusbrasil PRO?
O Jusbrasil PRO é uma tecnologia de busca jurídica, que oferece a advogados e operadores do Direito a possibilidade de:
 
Acessar de forma ilimitada uma jurisprudência completa, através da pesquisa de jurisprudência, além de ter em mãos arquivos otimizados e prontos para serem utilizados em peças;
Acessar e realizar o download de documentos processuais, que podem ser utilizados pelo advogado nos seus processos;
Acessar uma biblioteca de templates que podem ser utilizados pelo funcionário público e profissional atuante em escritório. São mais de 1000 modelos e peças de contratos, petições, procurações e documentos disponibilizados para download ilimitado.
Vale salientar que a tecnologia PRO do Jusbrasil pode ser utilizada por escritórios de advocacia, profissionais liberais, servidores do setor público, entre outros profissionais que desejam otimizar o seu negócio.
 
Escritório Online
Quem realiza a assinatura do Jusbrasil PRO também tem acesso ao Escritório Online. Essa plataforma permite o acompanhamento processual de forma automática, oferecendo mais tempo para o profissional que precisa cuidar de diversas demandas.
 
O Escritório Online permite:
 
Acompanhamento processual e notificação de movimentações de processos;
Acesso a outros advogados através do Advogados Online, que estejam cadastrados no Diretório Jusbrasil;
Agenda de audiências, com registro de datas e horários;
Entre outros benefícios.
Veja todas as vantagens em utilizar o Escritório Online Jusbrasil.
 
4 Inovações e tendências de tecnologia jurídica para 2022
Investir em tecnologia jurídica é um grande passo do direito rumo à Advocacia do Futuro. E as principais tendências para esse futuro tão próximo são:
 
#1 Tendência: Proteção de Dados e Cibersegurança, aplicação da LGPD
A aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é um dos temas mais comentados nos últimos tempos. A partir de Agosto de 2021, departamentos jurídicos, escritórios de advocacia, entre outras empresas precisaram se adaptar às novas regras para não sofrerem punições.
 
O Brasil foi um dos pioneiros em toda a América Latina a implementar a LGPD nas empresas, aponta pesquisa. E esse momento trouxe questionamentos e desafios à advocacia online, que lida com dados sensíveis dos seus clientes.
 
Porém, essa é a hora de gerar oportunidades e aumentar a relação de confiança entre cliente e empresa.
 
Por isso, fique atento às principais medidas para a adequação do seu escritório de advocacia. Reveja as estratégias utilizadas para a captação de clientes e estabeleça boas práticas de automação no seu negócio.
 
Tendência #2: Automação de processos e contratos
O grande volume de contratos e processos a serem analisados por advogados ainda é gritante.
 
Ferramentas de automação jurídica contribuem para a simplificação do trato com esses documentos jurídicos exigem ferramentas ágeis e eficientes para manter o cumprimento dos prazos e aumentar a produtividade.
 
E dessa forma, a automação foi se destacando e se tornando uma das principais tendências dentro desse setor. Tecnologias como Jusbrasil PRO e sua funcionalidade de pesquisa jurisprudencial, por exemplo, auxiliam advogados nas suas atividades rotineiras, trazendo melhores resultados para as empresas.
 
#3 Tendência: Legal Design
Advogados e profissionais do direito estão preocupados em solucionar os problemas dos seus clientes. Porém, muitos desconhecem a importância de oferecer uma boa experiência, desde a captação até a fase final.
 
A tecnologia jurídica permite a utilização de conceitos como user experience e design thinking. Essas duas tendências possibilitam a simplificação de processos e facilitam a vida dos clientes e da empresa, através de softwares jurídicos.
 
Tendência #4: Lawtechs e Legaltechs
As startups jurídicas fazem parte de um movimento de empreendedorismo, que possibilita práticas jurídicas mais assertivas e a democratização do acesso ao direito.
 
O surgimento de mais legaltechs e lawtechs com esses objetivos é uma tendência cada vez mais crescente. Elas oferecem soluções como:
 
Tecnologias para gestão de contratos;
Ferramentas de interatividade entre clientes e empresa;
Busca automatizada de jurisprudências.


Fonte: JusBrasil - SP